CULTIVANDO PLANTAS TRANSFORMAMOS VIDAS

Acuracan – Associação Terapêutica, nasce em 2019 através de um grupo dedicado de estudantes, pacientes e terapeutas unidos por um objetivo comum: desmistificar, educar e democratizar o acesso aos produtos derivados da Cannabis.

Hoje, somos a maior e mais atuante associação do Rio Grande do Sul, com mais de 6000 pessoas beneficiadas por nosso trabalho, direta e indiretamente, sejam elas pacientes, cuidadores ou familiares.

Aquisição de Remédios

Associe-se para ter acesso aos nossos remédios e outros benefícios. A anuidade é facultativa.

Já tem prescrição?

Temos médicos parceiros experientes que podem ajudá-lo com sua receita médica.

Acolhimento

Diga-nos o que precisa, queremos saber do seu caso e estamos aqui para ajudar.

REMÉDIOS FITOTERÁPICOS

Para ter acesso aos produtos abaixo é necessário associar-se.

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE E SAIBA MAIS SOBRE O NOSSO TRABALHO

Nós, da Associação Acuracan, acreditamos que o diálogo e a informação são fundamentais para que, cada vez mais, o uso medicinal da Cannabis sativa L. seja desmistificado. Inscreva-se para aprofundar sua compreensão acerca das propriedades benéficas da cannabis. Vamos juntos nessa jornada onde informação consciente resulta em uma vida mais saudável.

POR QUE A ACURACAN?

Consulta médica com valor social

Assessoria jurídica

Terapeutas, nutricionistas e psicólogos com valor reduzido

Orientações para o acesso aos remédios fitoterápicos de Cannabis sativa L.

NOTÍCIAS

Desmistificar, educar e democratizar o acesso aos produtos derivados da Cannabis
ciência canábica, pesquisa canábica, cannabis medicinal, acuracan, cannabidiol, cbd, thc, medicina

A Ciência Canábica – Da pesquisa à prescrição

A ciência canábica avança a passos largos. São 29.802 artigos publicados periódicos revisados por pares entre 1829 e 2021 (abril). Enquanto isso, pesquisadores se viram para driblar imposições surreais, pacientes sofrem.

ACOMPANHE-NOS NO INSTAGRAM

💚 Um passo importante foi dado pela medicina da c_nn@.b*s na saúde pública: foi aprovada uma audiência pública que defende a pesquisa e distribuição de medicamentos à base da planta pelo SUS para o tratamento da fibromialgia. 

A proposta foi realizada pelo deputado estadual no Rio Grande do Sul, Leonel Radde (PT), e simboliza um marco na luta por uma saúde pública mais inclusiva e baseada em evidências científicas. 💪

E você, o que achou dessa notícia?
📣 Você sabia que no ano posterior à aprovação do novo código estadual do meio ambiente, em 2021, o bioma Pampa registrou o dobro de desmatamento do verificado em 2020? 

Ao invés de proteger e restaurar o bioma Pampa, o governador Eduardo Leite redigiu pela sua gradual extinção, em um código proposto em regime de urgência e aprovado sem discussão com a sociedade gaúcha.

E todos sabemos que, quanto menos floresta, mais água cobrindo e devastando as cidades, ou você ainda acha que a tragédia do Rio Grande do Sul é fruto do acaso? 

Além do chamado de proteção ao Pampa, o bioma que mais perde vegetação nativa nos últimos 36 anos, segundo o MapBiomas, ecoa a pergunta: quais são os representantes que valem nosso voto? 🌱
🍁 Há algum tempo, o ministro Alexandre de Moraes, do STF, levantou uma questão crucial: a des¢r¡minalização do porte de ¢∆@nn@b1s para uso pessoal.

🔬 Apoiado por dados científicos, seu voto destacou a ¢∆nn@b1s como menos prejudicial que outras d®ogas e chamou atenção para as injustiças sociais perpetuadas pela legislação atual.

Este debate não é novo, mas permanece urgentemente relevante. A discrepância no tratamento legal, influenciada por status socioeconômico e educacional, reflete falhas profundas em nosso sistema de justiça. Propor uma distinção clara entre o usuário e o tr∆ficante é mais do que uma medida legislativa; é um passo em direção à igualdade.✊

💚 Na Acuracan, questionamos: até quando aguardaremos ação concreta para reformas significativas? A luta por justiça e igualdade continua.

🌿 Queremos saber sua opinião.
C@nn@.bs e ps¡cose têm sido associadas há muito tempo, mesmo que a ciência não tenha desvendado sua complexa relação de causa e efeito.

Após analisar mais de 201.000 participantes, o estudo revelou que aproximadamente 1 em 200 (ou 0,5%) indivíduos podem experimentar um episódio ps¡cótico, que pode envolver alucinações, delírios e paranoia.

Vale lembrar um dado recente de outro estudo, do Reino Unido, que evidenciou que as genéticas de alta potência estão mais comuns e podem dobrar o risco de p§icose em jovens adultos. 🧠

Mesmo em zona cinzenta, o tema reforça verdades inabaláveis: a importância do consumo consciente, do autoconhecimento e do acompanhamento de um profissional da saúde capacitado.

💚 Você quer saber mais sobre os benefícios e riscos do uso de c@nn@.bs? Fale conosco pelo link da bio. 💬

Fonte 1: https://nida.nih.gov/research/research-data-measures-resources/cannabis-potency-data

Fonte 2: https://neurosciencenews.com/psychosis-thc-neurodevelopment-26094/#:~:text=Summary%3A Young individuals who use,thousands of participants from Bristol
❌ Retrocesso! Foi aprovada na quarta-feira (12), pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados, por 47 votos a 17, a admissibilidade da proposta de emenda constitucional que cr¡minaliza o porte de qualquer quantidade de dr*ga ilíc¡ta. 

A proposta será analisada por uma comissão especial e, caso aprovada, segue para o plenário da Câmara. O processo é lento, o barato foi embora faz tempo, e a PEC das Dr*gas viola os Direitos Humanos. 

Fundada em uma lógica retrocedida, ela constitucionaliza a cr¡minalização do usuário, sem definição de qualquer quantidade de substância. ❌ Por isso, NÃO À PEC 45!

Lembrando que a peixaria de h#x¡xe passou batida 🇧🇷 no país em que os políticos lucram com a proibição por todos os lados… ❌ Por isso, NÃO À PEC 45!

Levante sua voz contra esse retrocesso! ✊
A erva ajuda a relaxar a mente e assim entregar-se ao prazer, além de aumentar a circulação e a oxigenação dos vasos sanguíneos, potencializando o org4smo. 💥 

O resultado deste estudo, publicado no dia 6 maio, na revista científica S3xu4l Medicine, é prova dessa sinergia entre m@conh@ e s3xo. A pesquisa mostrou, que entre as mulheres que relataram dificuldades para alcançar o o®gasmo, a maioria percebeu melhorias com o uso de c@nn@b1s antes da relação. 

Especificamente, 72,8% relataram aumento na frequência do orga§mo, 67% notaram maior satisfação com o 0rgasmo e 71% acharam que o org∆smo ficou mais fácil de alcançar.

E você, já experimentou a erva antes da hora H? Se ainda não, o dia dos namorados é a ocasião perfeita!

💚 Conta pra gente nos comentários.
plugins premium WordPress